DIA INTERNACIONAL DE COMBATE A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Combate violência Doméstica DIA INTERNACIONAL DE COMBATE A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

25 DE NOVEMBRO – DIA INTERNACIONAL DE COMBATE A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA – Violência doméstica é covardia, é crime e dá cadeia.

Tem valentão que é muito valente só quando a valentia é para cima de quem é mais fraco. Para este tipo de gente que bate em mulher, na verdade na sua própria esposa e companheiro eu tenho 3 palavras ( 4 se contarmos a preposição) para vocês:
LEI MARIA DA PENHA  (Lei 11.340/06)!

Este lei coloca na Cadeia agressores não só das companheiras mas também de todos que agridem as mulheres. Nesta lei o negócio é simples:
Agrediu a Mulher com violência, vai para a CADEIA com ou sem resistência.

Maiores dados: (*trecho – fonte wikipedia)

Conhecida como Lei Maria da Penha a lei número 11.340 decretada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva em 7 de agosto de 2006; dentre as várias mudanças promovidas pela lei está o aumento no rigor das punições das agressões contra a mulher quando ocorridas no âmbito doméstico ou familiar. A lei entrou em vigor no dia 22 de setembro de 2006, e já no dia seguinte o primeiro agressor foi preso, no Rio de Janeiro, após tentar estrangular a ex-esposa.

A introdução da lei diz:

20px Cquote1.svg DIA INTERNACIONAL DE COMBATE A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do art. 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher; dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; e dá outras providências.

Sobre o Dia internacional da  Não Violência Contra a Mulher:

O Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher é uma data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1999. O dia 25 de novembro homenageia três irmãs ativistas políticas latino-americanas (Pátria, Minerva e Maria Teresa Mirabal) que foram assassinadas em 1961 pela ditadura de Leonidas Trujillo (1930-1961), na República Dominicana. Em todo o mundo, as mulheres se organizam no mes de novembro tendo como bandeira de luta o fim da violência contra a mulher.
Ao se tornar um marco pela ONU, o dia nos faz lembrar todas as mulheres vítimas de violência em todos os cantos do mundo, seja com o rosto coberto no oriente, no amor serrano dos Andes ou no turismo sexual no nordeste brasileiro.