Cultura Destaque Últimas Notícias

VIRGEM DA LAPA – A HISTÓRIA DA FESTA DE AGOSTO

Em Virgem da Lapa esta semana terá uma grande Festa “Pagã” que surgiu devido à devoção dos católicos do Vale do Jequitinhonha e até de outras partes do Brasil que acreditam na APARIÇÃO DA IMAGEM DE UMA SANTA em uma LAPA de Forma MILAGROSA. O que deu toda à fama ao local já no começo do ano de 1767 como um local Santo e por isso de Peregrinação.

Vide o relato do Padre Manoel da Silva que escreveu no Manual do Santuário:
“…desde 15 de agosto de 1767 os cristãos, vindos de muitos lugares do Brasil e sobretudo do Vale do Jequitinhonha, acorrem a este lugar onde sentem melhor o coração da Mãe do céu…”

 

A Festa pagã que me refiro é a muito conhecida FESTA DE AGOSTO que irá do dia 12 até 15 de Agosto Sacudir a cidade e a população da Região que vão em Peso curtir os embalos desta Grande festa. E fiquem tranquilos que ninguém irá arder no Fogo do Inferno por se divertir em uma Grande Festa Popular, desde que haja consciência e sempre moderação. Inclusive esta festa de agosto já faz sucesso há muitas décadas, sendo também uma festa já tradicional.

Inclusive a Fundação da Cidade e a Própria Festa de Agosto que no caso era mais Romaria do que festa em si. São totalmente interligados, onde o surgimento de Virgem da Lapa como cidade é devido justamente a Virgem que foi encontrada na Lapa, o que gerou a Romaria que criou a cidade e por sua vez motivou a criação da festa de AGOSTO que o pessoal ADORA, mais pelas festas em Trio Elétricos ou em um Palco onde Artistas mandam ver em sons variados do que pela própria Romaria em Si que é o motivo da festa.

ROMARIA, SANTUARIO, VIRGEM DA LAPA DÉCADA 1950

A origem de Virgem da Lapa remonta o começo do ano de 1700 quando um Grupo de Bandeirantes após encontrarem Ouro começaram a explorar a região às margens do córrego São Domingos e em 1728 foi fundado o Arraial de São Domingos (o primeiro nome do que viria a ser Virgem da Lapa). Várias pessoas começaram a vir de outras regiões em busca do ouro encontrado nos garimpos e isso fez com que o lugarejo crescesse e o Ouro acabasse. Já em 1823 após a população local requerer, foi criada a Paróquia de São Domingos. O Nome de Virgem da Lapa para a cidade só foi oficialmente criado em 1948, quando o Distrito pertencente na ocasião ao Município de Araçuaí, chamado de São Domingos de Araçuaí, tivesse o nome trocado para Virgem da Lapa em homenagem a Virgem que aparecerá na Lapa.

Inclusive eu li em algumas fontes que Virgem da Lapa é conhecida como Princesinha do Vale. Eu pensei que este título era de Almenara, mas conheço uma princesinha local, então roguemos o título à cidade, que é sinônimo de Mulheres Lindas, as Princesas do Vale.

Existem 2 História que são muito contadas pela população sobre a “Aparição” da Imagem da Santa na Lapa. Sendo a primeira e mais comentada é a de um Menino que saiu em Busca de um Coelho e acabou encontrando a Santa por volta do ano de 1750. Mas também há uma outra história que foi um Garimpeiro de nome Antonio Pereira que encontrou a imagem e levou ao conhecimentos dos Bispos da Diocese de Mariana, que concederam a criação do local como um Santuário de culto a imagem de Nossa Senhora.

Show do ano de 2016 da Festa de Agosto

Relatos Mais comuns Sobre a Aparição de Nossa Senhora da Lapa de acordo com o Padre Ademir Lial:

A Perseguição de um Coelho:
A história mais contada narra que, no arraial de São Domingos, um menino tentava juntar uns burros da tropa de seu pai; durante a procura dos animais se entreteve na perseguição de um coelho, chegando até uma gruta na qual encontrou a imagem de Nossa Senhora da Conceição. Deixou a sua tarefa e foi apressadamente contar a seus pais. A notícia se espalhou e os católicos do arraial passaram a visitar a gruta e a rezar diante da imagem, pedindo a intercessão da Mãe do Senhor. Diante das graças alcançadas, a descoberta ganhou repercussão.

Visão de um Garimpeiro:
Outra visão dá a um garimpeiro de Antônio Pereira a honra de encontrar a imagem, deixada na gruta por um ermitão que aqui se instalou com os bandeirantes.Os acontecimentos foram levados à sede da diocese que, na época, era Mariana. Os habitantes de São Domingos e redondezas pediram ao Bispo de Mariana o direito de transformar a gruta em templo dedicado a nossa Senhora.

Augusto de Lima Júnior, em seu livro: “Histórias de N. Senhora em Minas Gerais”, editado em 1956, relata que em 1768 foi enviada ao rei de Portugal, uma longa carta, descrevendo sobre a importância desta devoção para os habitantes do Arraial de São Domingos e do Vale do Jequitinhonha. Afirmando as grandes romarias aos 15 de agosto.” fim Relatos Padre Ademir”

Foto da década de 1970 do Santuário em Virgem da Lapa

Porém, o que deve ter ocorrido mesmo é que no começo do ano de 1700, alguns dos bandeirantes ou garimpeiros que depois se instalaram ali. Criaram este Santuário, que ficou esquecido por algumas décadas e acabou sendo reencontrado por outras pessoas que pensaram que era uma COISA MILAGROSA o aparecimento da Santa e assim instalaram e daí surgiu o MITO.

Porém, entretanto, talvez de fato tenha ocorrido um MILAGRE e a Santa ter Aparecido por Obra do Divino no local onde se encontra.

Talvez Sim, Talvez Não! Mas o Mais Certo mesmo sobre esta História é: QUEM SABE?!

Eu não sei o que aconteceu de fato, mas sei o que ocorre hoje que é uma festa Enorme, uma Devoção Tremenda e uma Romaria muito Grande que atraí à séculos pessoas de várias regiões do Vale do Jequitinhonha e de todo o Brasil. Em Araçuaí por exemplo, várias pessoas vão à pé até Virgem da Lapa (quase 40 km) em devoção a Nossa Senhora da Lapa.

Sendo esta uma das Maiores e mais Tradicionais Festas Católicas do Vale do Jequitinhonha e do Brasil que motiva fé, esperança e devoção desde a segunda metade do século 18.

Fiquemos então com uma Oração produzida pela Página no Facebook Virgem da Lapa:

Ó, virgem santa, rogai por nós, pecadores
Junto a Deus Pai e livrai-nos do mal e das dores
Que todo homem caminhe
Tocado pela fé
Crendo na graça divina
Esteja como estiver
Abençoai
Nossas casas, as águas, as matas e o pão nosso
A luz de toda manhã, o amor sobre o ódio
Iluminai
A cabeça dos homens, te pedimos agora
E que o bem aconteça
Nossa Senhora

Sobre o Autor

Ernani J. De M.M.

Ernani J. De M.M.

Redator do Kiau Notícias e outras coisas mais

Deixe um recado

error: O Conteúdo desta Matéria não pode ser Copiado sem Autorização