Destaque Política Últimas Notícias

A Greve do dia 28 de Abril de 2017 e suas Manifestações no Vale e no Brasil

E a “greve” , convocada pelas entidades de classe (centrais sindicais) de diversos setores, mas de maneira mais enfática no setor de transportes públicos, educação e bancário, esta ocorrendo por todo o dia e deve se prolongar por parte da noite, em várias cidades pelo Brasil no dia de hoje 28 de abril de 2017, sendo que a principal reivindicação (aparentemente) é o posicionamento CONTRA as reformas da Previdência Social (aposentadoria)  e Trabalhista, propostas pelo Governo Temer.

Cerca de 80 pessoas de diferentes Sindicatos, Associações e semelhantes, manifestaram em Itaobim e fecharam a BR 116

No Vale do Jequitinhonha, ocorreram manifestações pacíficas por algumas poucas cidades, Araçuaí por exemplo teve manifestação ontem, Salinas e Itaobim estão ocorrendo hoje. Em Araçuaí a manifestação ocorreu ontem dia 27 de abril na parte da manha, onde vários alunos de diferentes escolas saíram contra as Reformas da Previdência, convocados por Professores destas instituições. Mas quase nenhum trabalhador aderiu a greve na cidade ou se manifestou. Como podem ver na foto de capa desta matéria onde os “manifestantes” majoritariamente eram alunos. Já em Itaobim, tinham alguns trabalhadores de entidades específicas de classe, que fecharam a BR 116, que corta a cidade.

Em Coronel Murta, iria ter uma manifestação, hoje, mas não ocorreu, a manifestação na praça da cidade devido a falta de adesão. O Fato é que alguns políticos tentam utilizar destas manifestações para tentarem se afirmar como lideranças, mas na região foram um fracasso, justamente por esta tentativa e contaminaram as manifestações das Centrais Sindicais que foram enfraquecidas. Em Salinas, manifestantes também fecharam a BR 251, próximo a cidade, mas foram poucas pessoas e a pista já esta liberada. Os Manifestantes julgam que as reformas da Previdência e Trabalhista irão piorar a vida do trabalhador e muito, sendo que outros dizem que estas reformas são necessárias.

BR 251 fechada por poucos manifestantes, contra a reforma Trabalhista e Previdenciária

Teófilo Otoni foi a cidade que mais reuniu manifestantes, que saíram pelas ruas da cidade, onde parte do comércio fechou, mais com medo do que pelo apoio em si.  Importante lembrar que alguns movimentos sociais como o dos Índios, também ocorreram neste mesmo dia e até os Indígenas são contra as reformas na previdência e trabalhista.

Tribos Indigenas também protestam contra as reformas da previdência e trabalhista

O que mostra que o Governo Federal, não esta sabendo explicar o que é de fato esta reforma, porque muitas pessoas estão contra, por julgarem ser muito ruim isso, sem saber de todos os dados.

Manifestação em Teófilo Otoni reuniu cerca de 500 pessoas e foi a maior da Região Nordeste do Estado, disparado

O fato é que a CUT e suas “Entidades Associadas”, realmente pararam  setor de transporte público em diversas cidades médias e principalmente grandes do Brasil, fechando ruas, estradas, avenidas, além de diversos trabalhadores do setor de transporte como os motoristas de ônibus, não terem ido trabalhar, o que levou a um efeito cascata, que é a paralisação de outros serviços porque o trabalhador, simplesmente não consegui chegar até agora (14:35 horas) ao trabalho.

Cerca de 30 minifestantes fecham Avenida em São Paulo e provocam Medo nos Motoristas que tentam fugir pela contra mão

O que fez vários tipos de “negócios”não conseguirem operarem, logo não abriram, logo ficou fechado (óbvio né, Jacaré?); aí deu a impressão que a Greve era bem maior do que de fato é.  Além do transporte outros setores como o da Educação (em alguns estados em massa) e Bancário, também não funcionaram, nas grandes e médias cidades, devido a greve dos Professores e dos Bancários.

Greve de Várias Agências Bancárias em São Paulo

O fato foi que esta greve mostrou que se o Setor de Transporte Público no Brasil, bem como em qualquer outro país, principalmente nas grandes cidades, PARAR, tudo para. E para incendiar mais o CAOS no transporte urbano e até em rodovias, foi o fato de alguns pouquíssimos manifestantes,geralmente, financiados pelas Entidades de Classe, bloquearem várias ruas, avenidas e estradas; infernizando completamente a vida dos motoristas que precisam ir e vir.

3 Manifestantes fecham outra Avenida em São Paulo, ateando fogo a PNEUS

E muitos comércios fecharam a porta, porque foram ameaçados por vários manifestantes, que ameaçaram comerciantes em diversas cidades a fecharem seus comércios. Ou seja, as manifestações de hoje, nas grandes e até médias cidades, foram tensas e continuam sendo, com confrontos contra a polícia em diversos locais. Em Brasília, fecharam  a única pista de acesso, fizeram barricadas e atearam fogo impedindo que passageiros fossem ao Aeroporto. Em São Paulo diversas ruas, avenidas e marginais (estradas dentro da cidade de grande fluxo), foram enterditadas, por algumas pessoas e muitos pneus incendiados. Houve tensão em diversas cidades e estas manifestações na parte da manha foram tensas, mas agora na parte da tarde, deram uma amenizada.

 

 

Sobre o Autor

Ernani J. De M.M.

Ernani J. De M.M.

Redator do Kiau Notícias e outras coisas mais

Deixe um recado

error: O Conteúdo desta Matéria não pode ser Copiado sem Autorização