Destaque Policial Últimas Notícias

A Morte de Reflexo – Cavalo que foi Baleado na Festa de Coronel Murta foi Sacrificado

E um inocente, muito bonito e ensinado Cavalo Branco da raça Mangalarga Marchador, de nome Reflexo, se envolveu em uma “briga”devido ao fato de quem o montava não ter obedecido uma ordem Policial e isso gerou uma sucessão de fatos que terminou com o inocente Cavalo Baleado, sendo que os ferimentos provocados levaram, este mesmo Cavalo, a ser sacrificado.

Vamos ao resumo da História que me passaram:
No dia 23 de Julho de 2017, a Policia Militar de Coronel Murta-MG, foi acionada devido a uma denuncia de um Senhor que estava montado em um Cavalo (mais de uma pessoa ligou para denunciar o homem no cavalo), e estaria abusando das habilidades deste Cavalo, correndo de um lado a outro no meio da rua lotada de pessoas, empinando o cavalo e ainda correndo bem próximo das pessoas, mesas e cadeiras de Bares e Restaurantes. Isso ocorreu durante uma Cavalgada devidamente registrada na cidade que tinha programação para ocorrer das 07:00 horas e terminando às 13:00 horas, sendo que o Homem que estava montado no Cavalo, não havia se inscrito e estava APARECENDO de mais as 17:30 horas, expondo assim a vida de outras pessoas em risco. O vídeo abaixo é de momentos antes, do Homem montado no Cavalo se empolgar e realizar outra manobras, desta vez mais arriscadas o que levou algumas pessoas a denuncia-lo:

Daí, chegou lá a Policia, que pediu para o Homem parar com aquilo e descer do Cavalo, mas o Homem montado no Cavalo, não obedeceu a ordem do policial, os 2 bateram boca e depois este homem à Cavalo, saiu do meio das pessoas em direção a um posto de combustível da cidade. Mas o Policial, que já tinha dado voz de Prisão no Cidadão que Montava o Cavalo, queria prende-lo e ao ver o Homem no Cavalo Saindo, pediu para um amigo também policial o levar em seu carro particular até o mesmo rapidamente, para que o prendesse, creio que a esta altura por desacato.

Ferimento Causado pelo Tiro dado na pata do Animal

Chegando até o Posto de Combustível, o Homem montado no Cavalo continuou se recusando a descer do animal, o Policial insistiu e de acordo com a Versão do Policial o Homem Montando no Cavalo começou a jogar o Cavalo para cima dele (PM) e em um dado momento empinou com o cavalo na direção do policial, sendo que segundo ele(PM), foi neste momento que o policial deu um tiro na pata do Cavalo, por ele ter sido empinado em sua frente e jogado contra o PM. Mas após o primeiro tiro, segundo o Policial, o homem montado no cavalo tentou prensar ele contra um ônibus que estava estacionado neste posto, utilizando o cavalo, o que fez o policial disparar de novo contra o Cavalo.

Ferimento provocado pelo segundo tiro no Animal

O Cavalo, que era inocente, foi usado, aparentemente como uma arma, contra o policial em questão, que no momento de susto e com medo de perder a vida atirou no Cavalo e não no Cara que estava montado no Cavalo; pelo simples fato do Cavalo ser o maior alvo que estava à sua frente. Sendo que mesmo ferido o homem saiu correndo com o Cavalo e o abandonou as margens do Rio próximo a Coronel Murta. Porém, este Cavalo não era do homem que o Montava, este informou ao proprietário do acontecido e foi o proprietário do Animal, que não é quem o montava, que foi lá buscar ele as margens do Rio e o levou até a Praça da cidade mostrando a todos o que tinham feito com o dócil animal.

Após 2 dias ferido, o animal acabou tendo que ser sacrificado, porque não mais tinha condições de sobrevivência, devido aos ferimentos provocados. E o foi, no caso Reflexo morreu, devido ao Reflexo da Incompreensão Humana, onde 2 indivíduos não se entenderam e quem acabou baleado foi o inocente animal.

Reflexo, o Cavalo que foi primeiro Baleado, depois sacrificado, sendo estas atitudes Reflexos da incompreensão humana

Agora a culpa é de quem? Bem, o Policial não sei se agiu com truculência ou não, na primeira abordagem do indivíduo. Se sim, agiu errado, se não, fez só o que pediram para ele fazer que era atender uma ocorrência de um cidadão montado em um Cavalo, fazendo estripulia no meio da rua, levando o risco de alguém ser machucado por este cavalo, no meio de suas manobras.

E o homem que estava montado no Cavalo? Aí na minha opinião ele estava todo errado, primeiro fazendo muitas manobras no meio da rua, tentando chamar muita atenção para si, mas aparentemente colocando a vida de outras pessoas em perigo, devido a sua vontade de “SE MOSTRAR”. Quando o Policial pediu para ele parar e descer do Cavalo, porque ele simplesmente não parou e desceu do Cavalo? Caso encerrado, parou as manobras, tudo bem, obrigado, boa tarde, fui…

Mas não, o homem se recusou a descer do Cavalo, talvez por não gostar da policia vide que o Homem montado no Cavalo tem 4 passagens pela policia, sendo 1 de porte ilegal de arma, 1 por furto e outras 2 por lesão corporal. Mas já tem 7 anos, que ele não tem mais problemas com a lei o que aparenta que se endireitou (eu não sei sobre isso, mas já tem 7 anos que ele não tem passagem, o que nos faz esperar que tenha se endireitado). Porém, talvez ainda tenha ficado aquele sentimento ruim contra a policia, vide que quem é preso, geralmente não gosta muito de Autoridade Policial… geralmente…

Diante este fato, temos aqui um indivíduo que talvez, não respeite muito a policia, pensou que estava batendo boca com um cidadão comum e aparentemente, segundo o policial ainda tentou usar o cavalo de arma. Ou seja, o homem não obedeceu o policial, bateu boca e tudo o mais e ainda continuou em cima do Cavalo. Por que, pelo Amor de Deus, o cara não desceu deste Cavalo?

O que o impediu de simplesmente parar de fazer o que fazia e descesse do Cavalo? Por que ele não respeitou uma simples ordem policial? Por que?

As respostas não mais me interessam, mas o fato é que o Reflexo um cavalo ensinado, bonitão, todo feliz, morreu. E para não dizer que é a história do Policial Militar que esta certa, foi aberto um Inquérito contra o Policial que irá responder e terá que provar os fatos que se desenrolaram, sob pena até de perder o cargo e ser processado civilmente.

Mas sério, se o Cara tivesse parado e descido do Cavalo, não teria problema nenhum… aparentemente… o que me dói nesta historia toda é saber que um animal foi morto, devido a falta de respeito gerada, por um motivo tão banal que poderia ser evitado sem nenhum tumulto. Isso porque, gostem ou não, Autoridade Policial deve ser respeitada. A não ser que o Policial fique de Marcação, o que aparentemente não foi este caso. Aqui tivemos um desentendimento, que acabou em atitudes de repressão o que levou a morte de um Cavalo inocente.

Algo que nos acende a luz é: E os demais cavalos, mulas e outros animais que vemos diariamente nas ruas, magros, muitas vezes doentes, alguns andam pelas BRs (estradas) e acabam sendo atropelados matando o motorista e levando os animais a morte. Poderíamos também, nos atentar para aqueles animais que sob tortura morrem lentamente?

Espero que sim…

 

 

Sobre o Autor

Ernani J. De M.M.

Ernani J. De M.M.

Redator do Kiau Notícias e outras coisas mais

5 Comentários

  • Análise muito sensata a sua, isenta de sensacionalismo e emoção. Parabéns. Algumas pessoas questionaram o ” treinamento dos policiais ” , mas policia nenhuma do mundo é treinada para tirar um homem de cima de um cavalo utilizando de técnicas de defesa pessoal. Lembrando que o cavalo é um animal alto e extremamente forte. O policial agiu dentro do limite do possível.

    • Como e’ triste essa historia,
      na verdade os animais quase sempre nao tem uma defesa numa situacao como essa. Ele foi usado como escudo desse idiota que o montava. A policia foi trabalhar para a populacao, sao seres humanos e tinham que se proteger dessa atitude violenta e grotesca.

  • Fico sempre a perguntar quem é o animal nessa história? pois, sou contra essas cavalgadas. por que no final sempre sobram uns bêbados a judiar dos animais. lamentável ocaso.

Deixe um recado

error: O Conteúdo desta Matéria não pode ser Copiado sem Autorização